Nova safra de cana faz etanol virar ‘âncora’ contra inflação

O início da safra de cana tem derrubado os preços de etanol, o que pode limitar, em conjunto com a forte ociosidade, o impacto da alta recente do dólar e do petróleo sobre o custo dos combustíveis para o consumidor, avaliam os economistas consultados pelo Estadão/Broadcast. Desse modo, apesar da disparada da moeda americana e da tendência de aumento da commodity, os especialistas afirmam que as projeções para a inflação oficial deste ano devem continuar bem abaixo do centro da meta de 4,5%.

As cotações do petróleo, que vem subindo mais intensamente nas últimas semanas, e a escalada do dólar já pressionaram de forma contundente o atacado, como mostra o aumento dos combustíveis e lubrificantes para a produção (0,62% para 8,56%) no Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de abril. No varejo, a gasolina também já esboçou avanço, como visto, por exemplo, no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de abril - reverteu a queda de 0,19% em março e já subiu 0,26%. Já o etanol caiu 2,73%, depois de alta 0,59%. (Matéria continua)

 

(Fonte: Estadão, 14/05/2018, reproduzido pela Gazeta do Povo, http://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio/agricultura/agroenergia/nova-safra-de-cana-faz-etanol-virarancora-contra-inflacao-d5wmurw3twcwaiq7ipps1fyk7)

Digite o que você procura