Centro-sul processa só em abril cerca de 10% de toda a cana de 2018/19

Ajudadas pelo tempo seco, as usinas e destilarias do centro-sul do Brasil processaram só em abril cerca de 10 por cento de toda a cana prevista para a safra 2018/19, sinalizando já no primeiro mês da temporada um potencial encerramento precoce do ciclo vigente.

Conforme a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), o processamento no mês passado foi de quase 60 milhões de toneladas, representando 10,3 por cento dos cerca de 580 milhões estimados para toda a safra. Só na segunda quinzena, foram 37,7 milhões, recorde para o período.

A título de comparação, a moagem em abril de 2017 respondeu por 7 por cento de tudo o que viria a ser processado em 2016/17.

"Estamos com um clima bem seco, o que pode prejudicar a produtividade agrícola nos próximos meses, mas também antecipar o término da safra. Se tivermos um inverno seco, é provável que terminemos mais cedo, sim", disse o analista de Açúcar e Etanol da INTL FCStone, João Paulo Botelho.

A colheita de cana no centro-sul ocorre, geralmente, de abril a novembro. Caso termine mais cedo, haveria a possibilidade de uma entressafra maior, com menor oferta de produtos e consequente impacto nos preços, em especial nos do etanol, acrescentou Botelho.

Na última semana, representantes de usinas nos arredores de Ribeirão Preto (SP), principal polo produtor do país, já haviam comentado que as atividades no campo estão aceleradas graças ao tempo seco. Nos últimos 30 dias, por exemplo, as chuvas por lá ficaram mais de 60 milímetros abaixo da média, segundo o Thomson Reuters Agriculture Weather Dashboard. (Matéria continua)

(Fonte: Reuters, 10/05/2018, reproduzido por DCI dia 11, https://www.dci.com.br/agronegocios/centro-sul-processa-so-em-abril-cerca-de-10-de-toda-a-cana-de-2018-19-1.705646)

Digite o que você procura